Deputado Federal Eduardo Barbosa

Eduardo Barbosa participa de lives sobre a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla

Publicado: 28 de agosto de 2020

Encerrando a sua participação nas comemorações da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, o deputado federal Eduardo Barbosa participou nesta quinta-feira (27) de duas lives sobre o assunto.

A primeira live foi realizada pela Federação das Apaes do Espirito Santo, e o tema da palestra do deputado foi “Protagonismo Empodera e Concretiza a Inclusão Social”.

Eduardo Barbosa falou sobre a importância de trabalhar o protagonismo com as pessoas com deficiência intelectual e múltipla. “Protagonismo é dar oportunidades e incentivar as escolhas da pessoa em situação de deficiência para que ela mesma trace os seus objetivos. E essa pessoa precisa ser estimulada para transpor os desafios”, explicou o deputado.

O deputado ainda ressaltou que os apoios devem direcionar os esforços da pessoa com deficiência para que ela gerencie o seu projeto de vida, seja esse pessoal ou profissional. “Apoiar não significa decidir pelo outro. Temos que garantir espaços para que as pessoas com deficiência sejam ouvidas, favorecendo a sua participação ativa nas esferas pública e privada”, afirmou.

Fenapestalozzi

A convite da Federação Nacional das Associações Pestalozzi (FENAPESTALOZZI), Eduardo Barbosa também participou de live nesta quinta-feira (27) que debateu os 50 anos da Entidade, além da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla e o novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

O Congresso Nacional promulgou nesta semana a emenda constitucional (EC 108) que torna permanente o Fundeb e aumenta o repasse do governo federal para o fundo. Eduardo Barbosa ressaltou que a emenda constitucional foi promulgada com a sua sugestão de incluir no artigo 206 da Constituição, que define os princípios do ensino, a garantia do direito à educação e à aprendizagem ao longo da vida.

“Nós materializamos na legislação brasileira o conceito da Educação ao Longo da Vida (ELV). Quando chegou o debate do FUNDEB, sugerimos colocar a ELV, no texto, enquanto diretriz da Educação, e isso traz segurança porque temos a responsabilização de quem fará a ELV, no caso, a Educação Especial e a Educação de Jovens e Adultos - EJA, conforme já estabelecido pela LDB, e os recursos para financiar a educação ao longo da vida”, afirmou.

Segundo o deputado, muitas pessoas com deficiência não alcançam o ensino superior nem a educação técnica. “Mas com a educação ao longo da vida teremos a possibilidade de trabalhar com elas projetos de vida”, ressaltou.

Além do deputado Eduardo Barbosa, participaram da live da FENAPESTALOZZI o Senador Flávio Arns (REDE-PR), relator do FUNDEB no Senado Federal, a Deputada Federal Tereza Nelma (PSDB-AL), a Presidente da Fenapestalozzi, Ester Pacheco, e o Presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CONADE) e Vice-Presidente da Fenapestalozzi, Marco Castilho.

Seja o primeiro a fazer um comentário

Veja também:

Sabia que Eduardo Barbosa
já destinou mais de

através de diversas ações para
Ashburn?

VER AÇÕES