Eduardo Barbosa Deputado Nota 10!

Você está em: Home » Imprensa » Notícias

Notícias

Compartilhar: Facebook Twitter Google

10/08/2017 - Comissão da Pessoa com Deficiência avalia criação do Dia Nacional das Pessoas Surdocegas

A pedido do deputado federal Eduardo Barbosa, a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência discutiu nesta quarta-feira (9) a criação do Dia Nacional das Pessoas Surdocegas, a ser celebrado em 18 de novembro. De acordo com o deputado, a demanda partiu da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis).

“Criar esse dia no calendário de comemorações do Brasil dará visibilidade à questão do surdocego. É uma das deficiências mais invisíveis”, afirmou Eduardo Barbosa.

A proposta da reunião de audiência pública visa cumprir exigência da Lei n° 12.345, de 9 de dezembro de 2010, que fixa critério para instituição de datas comemorativas , que determina ao menos uma reunião com órgãos e instituições ligadas ao setor para proposições de datas comemorativas.

A educadora social da Feneis em Minas Gerais e representante da Associação dos SurdoCegos, Lara Gontijo de Castro Freitas, falou sobre os inúmeros desafios das pessoas que têm essa deficiência e explicou que o dia 18 de novembro é a data de aniversário de Nice Tonhonzi de Saraiva, pioneira em criar salas para alunos surdocegos.

Filipe Trigueiro Xavier Correia, representante do Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência (Conade), afirmou que o órgão tem uma grande preocupação diante dos aspectos da surdocegueira. “O dia nacional é importante para que lembrem que o surdo cego é um cidadão que não tem que ficar na inércia, ele pode conquistar a autonomia. Para isso precisamos de mecanismos diferenciados e acessibilidade adequada”, afirmou.

O representante Feneis Nacional, João Renato Dias Rodrigues, disse que a Federação sempre teve uma atenção especial aos surdocegos. “É uma população que precisa de uma data comemorativa para chamar atenção para a surdocegueira, pois eles passam por muitas dificuldades”, afirmou.

O coordenador-geral de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Wederson Rufino dos Santos, também convidado para participar da audiência, afirmou que a implementação da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) será muito importante para caracterizar de forma mais completa a situação da surdocegueira, e ressaltou o completo apoio da Secretaria na iniciativa da criação da data comemorativa.

Eduardo Barbosa propôs a realização de um seminário específico para tratar de questões que mais afligem os surdocegos e as famílias. A reunião de audiência pública será feita em conjunto com a Comissão de Seguridade Social e Família.

Acessibilidade

Para viabilizar a audiência pública, a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com o apoio da Coordenação de Acessibilidade da Câmara dos Deputados, disponibilizou oito intérpretes de Libras para atender os surdocegos que compareceram a audiência pública.




BRASÍLIA - DF
Câmara dos Deputados Anexo IV - Gabinete 540
Cep: 70160-900
Tel: (61) 3215-1540/3540/5540 - Fax: (61) 3215-2540
E-mail: dep.eduardobarbosa@camara.leg.br

PARÁ DE MINAS - MG
Rua Melo Sobrinho, 55 - Centro
Cep: 35660-108
Tel: (37) 3077-7903/7914/7934
E-mail: eduardobarbosagabinetemg@gmail.com

PSDB FEAPAES MG FENAPAES
Voltar ao Topo

© Copyright - 2013 - Deputado Federal Eduardo Barbosa - Todos os direitos reservados. Treis

Notícias

Compartilhar: Facebook Twitter Google

10/08/2017 - Comissão da Pessoa com Deficiência avalia criação do Dia Nacional das Pessoas Surdocegas

A pedido do deputado federal Eduardo Barbosa, a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência discutiu nesta quarta-feira (9) a criação do Dia Nacional das Pessoas Surdocegas, a ser celebrado em 18 de novembro. De acordo com o deputado, a demanda partiu da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis).

“Criar esse dia no calendário de comemorações do Brasil dará visibilidade à questão do surdocego. É uma das deficiências mais invisíveis”, afirmou Eduardo Barbosa.

A proposta da reunião de audiência pública visa cumprir exigência da Lei n° 12.345, de 9 de dezembro de 2010, que fixa critério para instituição de datas comemorativas , que determina ao menos uma reunião com órgãos e instituições ligadas ao setor para proposições de datas comemorativas.

A educadora social da Feneis em Minas Gerais e representante da Associação dos SurdoCegos, Lara Gontijo de Castro Freitas, falou sobre os inúmeros desafios das pessoas que têm essa deficiência e explicou que o dia 18 de novembro é a data de aniversário de Nice Tonhonzi de Saraiva, pioneira em criar salas para alunos surdocegos.

Filipe Trigueiro Xavier Correia, representante do Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência (Conade), afirmou que o órgão tem uma grande preocupação diante dos aspectos da surdocegueira. “O dia nacional é importante para que lembrem que o surdo cego é um cidadão que não tem que ficar na inércia, ele pode conquistar a autonomia. Para isso precisamos de mecanismos diferenciados e acessibilidade adequada”, afirmou.

O representante Feneis Nacional, João Renato Dias Rodrigues, disse que a Federação sempre teve uma atenção especial aos surdocegos. “É uma população que precisa de uma data comemorativa para chamar atenção para a surdocegueira, pois eles passam por muitas dificuldades”, afirmou.

O coordenador-geral de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Wederson Rufino dos Santos, também convidado para participar da audiência, afirmou que a implementação da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) será muito importante para caracterizar de forma mais completa a situação da surdocegueira, e ressaltou o completo apoio da Secretaria na iniciativa da criação da data comemorativa.

Eduardo Barbosa propôs a realização de um seminário específico para tratar de questões que mais afligem os surdocegos e as famílias. A reunião de audiência pública será feita em conjunto com a Comissão de Seguridade Social e Família.

Acessibilidade

Para viabilizar a audiência pública, a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com o apoio da Coordenação de Acessibilidade da Câmara dos Deputados, disponibilizou oito intérpretes de Libras para atender os surdocegos que compareceram a audiência pública.




BRASÍLIA - DF
Câmara dos Deputados Anexo IV - Gabinete 540
Cep: 70160-900
Tel: (61) 3215-1540/3540/5540 - Fax: (61) 3215-2540
E-mail: dep.eduardobarbosa@camara.leg.br

PARÁ DE MINAS - MG
Rua Melo Sobrinho, 55 - Centro
Cep: 35660-108
Tel/Fax: (37) 3231-6601
E-mail: eduardobarbosagabinetemg@gmail.com

PSDB FEAPAES MG FENAPAES
Facebook Twitter YouTube Voltar ao Topo

© Copyright - 2013 - Deputado Federal Eduardo Barbosa - Todos os direitos reservados. Treis